Construção do Terminal Pontuário da DP World

Cliente: Construtora Norberto Odebrecht S A

Obra: Antiga mbraport (empresa brasileira de terminais portuários), atual DP WORLD

Local: Porto de Santos/SP

Projeto: Construção do terminal portuário da DP WORLD

Escopo/tarefa IPS:

Engenharia de rigging para movimentação das estacas pré-moldadas com comprimento de 51,0m, Ø1,0m e peso de 44,5 toneladas.

O projeto, com custo estimado em R$ 2,91 bilhões (US$ 1,62 bilhões), começou a se tornar realidade em dezembro de 2010 e consistiu em duas fases a serem executadas numa área de 803 milhões m². A Fase 1 inclui a construção de 650 metros de cais e a área de serviço. Na Fase 2, o cais será estendido para 1.100 metros.

Com a conclusão o Terminal tem 1.100 metros de docas e 250 metros de cais para cargas líquidas, uma área de armazenagem de 60.000 m² para contêineres e etanol, bem como capacidade anual para movimentar dois milhões de TEUs (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés) e dois milhões de metros cúbicos de etanol (2 bilhões de litros).

As estacas foram fabricadas em uma planta situada nas imediações da obra e transportadas para o local de estaqueamento com o uso de pontões flutuantes especiais, numa viagem que leva em torno de 40 minutos. No total foram produzidas 2.000 estacas, cada uma pesando 45 toneladas.

Para atender a demanda, foram utilizados 3 guindastes treliçados sobre esteira, dois guindastes Manitowoc M2250 e um guindaste LIEBHERR LR1400. Devido a grande quantidade de estacas, foi desenvolvido um dispositivo (balancim) especial para içamento e verticalização das estacas.

O grande desafio do projeto foi o desenvolvimento de um sistema eficiente para evitar o ângulo dos cabos de aço do guindaste na cabeça da lança, atuando com os dois guinchos simultaneamente.

Fontes: Terminal Embraport - Vídeo Institucional, Grandes Construções


Imagens da Obra